2 de novembro de 2014

Como nos podemos sentir orgulhosos e ultrajados ao mesmo tempo?


Já pensaram o quão bons teriam de ser os textos que escrevem, de modo a levar alguém a plagiá-los? 

Eu não. Até ontem, dia em que descobri que alguém o fez a um dos meus textos. 

Sábado, dia 25 de outubro, fui assistir a um fantástico concerto dos Quinta do Bill com a Banda Sinfónica Portuguesa, no Coliseu do Porto, e daí saiu esta reportagem

Uma jovem senhora (estou a manter o meu nível de educação), pegou no meu texto sem permissão, usou o texto numa voz off de um vídeo sobre o mesmo concerto e deu (vendeu, ofereceu, não sei...) a um órgão de comunicação social, sem alterar uma vírgula sequer.


Depois de confrontada via facebook, a lady respondeu-me que apenas destacou as mesmas coisas que eu, porque foram as que se passaram no concerto. Eu escrevi a voz off e dei voz! Simples! Se ouvir direito não tem o seu texto. Tem factos de um concerto. Naturalmente falado por vários meios de comunicação!...

(omiti as partes em que me insulta, por cortesia)

http://es.warhammer40k.wikia.com/wiki/Archivo:Mother_of_God_Meme_Cuanto_Cabr%C3%B3n_Wikihammer_40k.png

Ela esqueceu-se de acrescentar: "naturalmente falado por vários meios de comunicação e escritos exatamente da mesma forma e com as mesmas expressões que as suas". -.-

O que me espanta, é que após uma breve pesquisa, fiquei a saber que a própria tem um site de divulgação dos seus trabalhos, página e perfil no facebook e conta no intagram. Se tem um caminho já tão vasto, talvez não devesse copiar os trabalhos dos outros. É óbvio que se irá saber... 

Por outro lado, pensem lá comigo: que texto espetacular eu escrevi, nem dei hipóteses de ser superada. buaahahahahah

O órgão de comunicação social envolvido dispôs-se prontamente a retirar o vídeo e foram muito acessíveis. Quanto a isso, nada a reclamar.

;)




1 comentário:

  1. Não sei se segues a página do meu blog no Facebook, mas também tenho tido alguns casos de plágio com coisas que escrevo. Inclusive já houve uma figura pública, um comediante, que plagiou palavra por palavra um post meu. Mais recentemente, foi uma conhecida página (com 300 mil fãs) que também me plagiou. Tal como me disseram a mim na altura os meus "seguidores", digo-te também a ti: plágio é, à sua maneira, um reconhecimento da nossa qualidade. Vê as coisas por esse prisma. ;)

    ResponderEliminar

Read, comment, repeat!