28 de junho de 2014

Vou só ali adotar um bébé e já venho

Ir à Segurança Social sem um bébé, é como ir pagar a conta da luz sem dinheiro...não vamos sair dali com o problema resolvido. 

Esta semana fui à Segurança Social da minha muy humilde terrinha, que tem mais 'gunas' por metro quadrado do que espaços verdes, e tinha apenas (apenas!) 50 pessoas à minha frente. Isto no atendimento geral. Porque quando se passa ao prioritário, acrescentam-se outros tantos. 

Mas como tinha mesmo que ir buscar uma declaração, fui tratar de outros assuntos e depois voltei à instituição em causa. Reparei que já ia no 142 e eu era o 172, nada mal, até estava andar rápido. Supus que metade das pessoas desistiu. 




Pois, supus mal. Na verdade, dado o número de 'prioritários' que surgiu, percebi que afinal cada elemento de um casal tinha ido a casa buscar uma criança de colo, dois miúdos de 4 e 6 anos de arrasto, a avó a coxear e um cãozito, que teve que ficar á porta, porque afinal não contava para 'ter prioridade'.

E então eu e a D. Amélia (minha fiel companhia das horas chatas) ficamos ali a lamentar-nos de não termos levado ninguém para também termos prioridade. Ainda pensei pegar num dos muitos miúdos que ali andavam e levá-lo ao colo para ter prioridade. Desconfio que nem dariam pela falta dele. Mas depois repensei e se realmente se notasse a ausência da criança, ainda saía dali a coxear, tamanha seria a coça, e aí já teria prioridade pela certa. 

muah*





9 comentários:

  1. Opaaa, que caos! «Nunca» apanhei assim tanta gente à minha frente na Segurança Social :o

    ResponderEliminar
  2. É o mesmo em todo o lado. Há pessoas que não têm um pingo de vergonha na cara e levam os mesmos putos que passam por nós a correr, no centro comercial e fazem birras e atiram-se para o chão.
    Outro dia apanhei uma com "o menino" num carrinho de bebé. Acho que até o puto estava envergonhado, mas a mãe entrou na maior e passou à frente de toda a gente.
    Não precisas adotar. Mete uma almofada na barriga e passas por grávida. Ou então, dizes simplesmente que estás grávida e se o tamanho da barriga deixar dúvidas, dizes que não se nota porque foi só há 5 minutos, no parque de estacionamento. eheheheheheh

    ResponderEliminar
  3. A segurança social neste país é uma vergonha! Esperamos horas por um simples papel e sim, tens toda a razão, é só ver pessoas a chegar com crianças de arrasto, apenas para terem prioridade! Haja esperteza saloia e falta de civismo, típicas do povo português! Era sim querida, a minha avó sempre foi muito moderna ahah ;)

    http://finddyourway.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Às vezes um bebé faz mesmo falta ahaha :p A segurança social é um pânico, já tive de lá ir e ia desesperando!

    ResponderEliminar
  5. Bem deve ter sido uma valente seca, sempre que vou também tenho de esperar um bom tempinho. Trago sempre um fiel amigo (livro) para me entreter XD

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  6. Este nosso país é uma comédia sempre em palco... Não tenho palavras.

    ResponderEliminar

Read, comment, repeat!