13 de maio de 2014

Mais um livro magnífico para a hora da leitura

Lembram-se de ter falado que tinha comprado um livrinho apaixonante na Feira do Livro da Fnac?



Pois aqui está! É D. Amélia - A rainha exilada que deixou o coração em Portugal de Isabel Stilwell. Gostei tanto do livro D. Maria II que quando vi este em saldo não hesitei. Tenho outro lá em casa para 'devorar', mas cedi a este. :)







Este livro relata a vida da última rainha de Portugal, D. Amélia de Orleães e Bragança, que a 5 de outubro de 1910 foi obrigada ao exílio, aquando da implantação da república em Portugal. Foi casada com el-rei D. Carlos, filho de D. Maria Pia e D. Luís (aquelas que dão nome às pontes do Porto), com quem teve dois filhos - Manuel II e Luís Filipe. Em 1908 viu o seu filho mais velho, Luís Filipe, e o seu marido serem mortos a tiro no Terreiro do Paço, naquele que ficou conhecido como o Regicídio de 1908.


Regícidio de 1908
D. Carlos I de Portugal

Desempenhou um papel importante através da sua intervenção nos males de época: criou dispensários*, sanatórios**, lactários populares***, cozinhas economicas e creches. As suas obras mais conhecidas são as fundações do Instituto de Socorros a Náufragos, do Museu dos Coches Reais, do Instituto Pasteur em Portugal e da Assistência Nacional aos Tuberculosos.

*estabelecimentos de beneficência onde se prestam gratuitamente serviços médicos, dando os medicamentos prescritos;
**Estabelecimento que recebe doentes para tratamento ou convalescença;
***Instituição beneficente, em que se aleitam crianças de poucos recursos.
de acordo com o dicionário online de português


D. Amélia visitou Portugal em 1945, a convite de Salazar, e em 1951 morreu em Versalhes, aos 86 anos.






Espero que o livro seja tão bom como o anterior, porque a História dela já me cativou.

muah*



6 comentários:

  1. Isso de fotografar a tua mão em cima do livro é para nos mostrar que tens uma unha de cor diferente das outras ou para não nos deixar ler o que está naquela parte da capa? lol :P

    ResponderEliminar
  2. É uma parte da história de Portugal muito fascinante, mas pouco conhecida, pelo menos da minha geração.
    Deve ser semelhante ao que se passa com as gerações mais novas em relação ao 25 de Abril... :\

    ResponderEliminar
  3. Bonjour! Finalement j'ai trouvé ta page :)
    Prochain cours: historienne!!

    ResponderEliminar
  4. Fiquei muito curioso com o livro, o enredo parece ser bastante interessante :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  5. Deve ser bem interesante... nao conhecia

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderEliminar

Read, comment, repeat!