12 de março de 2014

Um dia olhei para um bife e pensei: não te quero



Já lá vão seis meses desde que deixei de comer carne. Nunca fui fã de carne e o meu objetivo era eliminá-la de vez da minha alimentação. 


Demorei até conseguir, porque tinha receio que a minha saúde ficasse debilitada. Sou hipotensa e tendencionalmente magra, por isso, temia que me faltassem vitaminas e, portanto, forças no dia a dia.  No entanto, um dia, depois de ver um vídeo sobre os animais produzidos exclusivamente para consumo humano, que nem era dos piores, não consegui comer mais carne. Desde então que as minhas refeições são à base de legumes e peixe. Talvez um dia elimine este último também, mas por agora não consigo. 



Salada fria: grão de bico, delícias do mar, cogumelos laminados, queijo mozzarella, mistura de alfaces, rúcula e maionese 


Hoje em dia há uma criação exagerada de animais, que são mantidos em locais pouco espaçosos e em condições desumanas. São alimentados com produtos tóxicos, tanto para o animal como para quem o vai consumir, à base de hormonas e antibióticos. Daí que, muitas vezes, os antibióticos que tomamos não tenham os efeitos desejáveis, pois já tivemos contacto indireto com os mesmos.

Quando falo em consumo e criação exagerada de animais, é um facto real. Tem havido um aumento exponencial e gradual do consumo de carne. Não vos vou maçar com números, mas pensem apenas nas histórias que os vosso avós e mesmo pais contam sobre os tempos antigos. Há sempre alguém que diz que só comia uma bife por semana e dava para a família toda ou apenas uma fêvera, etc... E nunca estiveram subnutridos. Então porque razão, hoje em dia, temos tanta necessidade de comer 2 bifes numa refeição, mais um ovo a cavalo...?

Para além disso, a produção de animais emite níveis elevados de gases poluentes para a atmosfera, em parte responsável pelo agravamento do buraco de ozono, e outras substâncias resultantes do abate animal (que é sempre feito de uma forma brutal e indigna), que afetam a qualidade das águas. 




Para terminar este tema por hoje, quero salientar que também não bebo leite de vaca há mais de um ano. Bebo leite de soja, deste acima, que é delicioso! Estes são de baunilha, mas também gosto muito do de frutos silvestres. Todavia, poderão encontrar, ainda, de banana, chocolate, com café, natural e light. 

O ser humano é, por si só, intolerante ao leite de vaca e tem dificuldade na sua digestão. Além disso, é o único animal adulto que continua a beber leite. Alguns estudos têm vindo a ser feitos com o objetivo de verificar a ligação entre o consumo de leite de vaca e a incidêcia de cancro da mama na mulher.


muah*









5 comentários:

  1. muiiito obrigada!
    gostava de me tornar vegetariana, mas não consigo trocar o peixe e a carne por nada xD

    ResponderEliminar
  2. Não sabia que eras vegetariana, não sou vegetariana mas adoro leite de soja :)

    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Não sabia da tua nova têndência :-) uma pessoa tem q se cuidar principalmente cm o passar da idade :-)

    ResponderEliminar

Read, comment, repeat!